Principal arrow Letras arrow Menino de Braçanã
Menino de Braçanã PDF Imprimir E-mail

( Luiz Vieira e Arnaldo Passos)

 

É tarde, eu já vou indo

Preciso ir embora, Até amanhã

Mamãe, quando eu saí

Disse: Filho não demora em Braçanã }bis

 

Se eu demoro

Mamãezinha tá a me esperar

Pra me castigar

Tá doido moço!

Na faça isso não!

Vou me embora, vou sem medo

Nessa escuridão

Quem anda com Deus não tem

Medo de assombração

Eu ano com Jesus Cristo

No meu coração

AQUARELA NORDESTINA; 1989; Copacabana

 
< Anterior   Próximo >